Glitch Mode, NCT Dream: FINALMENTE um hyperpop “experimental” da SM funciona de primeira

Como fã do Oh My Girl e torcedor de uma demo boa cair nas mãos da Yurina e do Red Velvet em japonês, NCT Dream deveria ser a última das minhas prioridades pra escrever no blog… Mas, né, seria mentira se eu não dissesse que eles foram o que mais me impactaram destes últimos lançamentos:

Talvez não esteja muito óbvio pelo que venho escrevendo, mas o NCT está lentamente conseguindo me conquistar. Tudo começou com o acerto inusitado de Universe (Let’s Play Ball), que se tivesse sido lançada um pouco antes teria entrado tranquilamente no TOP100, e, depois, com Hello Future ter GRUDADO na minha cabeça depois daquele show de natal da SMTown.

Neste contexto, o grande acerto aqui é como a faixa foi bem construída dentro da proposta hyperpop da SM (o que é curioso, porque Glitch Mode lembra muito mais uma música do aespa do que uma do próprio NCT): temos um refrão mais grave e repetitivo, vocais que estouram loucamente no pré-refrão, trocas abruptas de ritmo e passinhos de mão que são melhorados com jogos de câmera. Porém (e isto é o mais impressionante), o single consegue soar coeso.

Existem inspirações claras de estilos que se mantem CONSISTENTE conforme a duração da faixa passa. Os elementos que misturam trap e 8-bit no refrão estão presentes no resto da melodia, permitindo uma transição decente entre os versos e o refrão. A ponte com guitarras foi sugerida no decorrer dos versos. Os gritos exagerados do pré-refrão foram efetivamente pensados para melhorar o drop do refrão (e da ponte), dando um caráter meio robótico que combina não apenas com o conceito de glitch como a ideia do NCT desde o começo.

Eu gosto da estética que o NCT Dream veio construindo para si com o amadurecimento do grupo. É a única unit do NCT que parece querer desenvolver algo próprio e eu estou pronto pra aclamar se for o caso. Hot Sauce ano passado indicava algo na linha dos conceitos fumados do Red Velvet, mas faltava um pouco da falta de seriedade das boleiras pra fazer funcionar do mesmo jeito.

Glitch Mode continua um pouco nessa linha, deixando um pouco os membros soarem menos carrancudos no clipe e no material promocional. Não é algo jocoso ou abertamente cômico, mas, pelo menos, se leva um pouco menos a sério. Isto misturado ao guarda-roupa bem colorido e fashionista dá um ar mais leve pra tudo (assim como em MANIAC do Stray Kids) consolidando o Dream como algo menos “oppa fodão” do que o seu típico número masculino da SM.

Outro detalhe importante pra este lançamento ter funcionado é o álbum. Eu não acredito, mas FINALMENTE temos um álbum do NCT que FUNCIONA. O full é uma ótima produção da SM (talvez uma das melhores dos últimos anos, inclusive) conseguindo realizar a proeza de misturar todos os estilos sonoros que a empresa vem apostando desde o debut do Red Velvet (SIM!). Várias faixas você pensa: nossa esta poderia ser do Super Junior (Fire Alarm), esta do ShiNee (It’s You, Replay, Never Goodbye), esta do aespa (Day Trip), do Red Velvet (Better Than Gold, Teddy Bear, Drive) e do TVXQ (Rewind). É até bonitinho, porque dá a impressão que a SM entendeu o potencial que o conceito amplo do NCT pode trazer e como a ideia jovial do Dream pode transformar os lançamentos do grupo na experimentação com os estilos que a própria empresa anda desenvolvendo num pacote único. Uma verdadeira propaganda marketável (afinal eles estão vendendo pra caramba) do que os atos da SMTown podem fazer em 2022.

Glitch Mode, como um todo, é uma ótima surpresa do lado masculino da SM. É a primeira vez que vejo um ato masculino da SM pós-EXO ter um lançamento tão sólido e coeso como todos os seus predecessores. Ainda existem algumas coisas que podem melhorar (como a falta de carisma e individualidade que o verniz excessivo da SM causa num grupo grande como eles), mas, no quesito SONORO a empresa conseguiu acertar. O que é surpreendente se pensar que ela vem tentando fazer essa fórmula de hyperpop trapístico acontecer há quase quatro anos com resultados medíocres.

O Aquário Hipster também tem twitter! Segue lá: @AquarioTutu

Um comentário em “Glitch Mode, NCT Dream: FINALMENTE um hyperpop “experimental” da SM funciona de primeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s